quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Melhoramento Genético de Plantas em Israel



Nem só de conflitos territoriais e religiosos vive Israel. A agricultura é um dos pontos fortes do país que chega a exportar mais de 2 bilhões de dólares por ano em alimentos. Um dos alimentos mais reconhecidos internacionalmente é o tomate que possui sabor e valores nutricionais únicos. Confira nas imagens abaixo algumas  variedades “Made in Israel” 


Fonte:
http://www.israel21c.org/



quarta-feira, 25 de junho de 2014

Cientistas Pedem a Suspensão dos Transgênicos em Todo o Mundo: - Eu Fico Louco!



Antes de mais nada quero deixar bem claro mais uma vez que não tenho nada contra a aqueles que praticam a chamada agricultura orgânica. Cada um tem o direito de comprar e plantar o que quiser.
Voltando ao assunto dessa postagem.
Percebi na internet a “viralização” dessa carta aberta com intuito da retirada dos alimentos geneticamente modificados assinada por mais de 800 pesquisadores. Acredito que a primeira fonte recente que divulgou  essa carta no Brasil seja o site do Instituto Umanitas Unisinos (Clique aqui para Ler), que traduziu a notícia do site Ecosas, que por sua vez, traduziu a carta do site americano ISIS.
Até o Gilberto Gil compartilhou a carta no twitter dele.
A dita Carta.
A carta foi desenterrada da tumba do faraó Tutâncamon, pois se encontra assinável desde o ano de 2000! Não tenho nada contra quem assinou a carta com aqueles argumentos no ano 2000, querendo ou não, os alimentos transgênicos eram uma “coisa nova”. Agora o pesquisador, assinar uma carta dessa atualmente se firmando nas "referências" do ano 2000, no mínimo, está carente demais de informação.

Falando da  Carta.
  1. Primeiramente, metade do documento fala de política, dos  monopólio das empresas (o velho mi mi mi de sempre), sendo que estas empresas geram emprego e desenvolvem tecnologia. Já falei um pouco sobre isso aqui nesse post
  2. A questão da saúde:  Em 2010, a Comissão Europeia revisou 50 estudos sobre a segurança das lavouras GM e não encontrou "nenhuma evidência científica associada aos possíveis riscos dos OGM à alimentação humana e animal. American Medical Association fez um relatório sobre a rotulagem de alimentos de bioengenharia. O relatório concluiu que "alimentos de bioengenharia foram consumidos por quase 20 anos, e durante esse tempo, não houve consequências evidentes na saúde humana que tenha sido relatada e/ou fundamentada na literatura revisada por pares
  3. Aumento do Uso de herbicidas:  Falar que o mundo usa mais defensivos e herbicidas sem levar em conta o aumento da área plantada e da produtividade,  é incoerente. O relatório do Departamento de Agricultura dos EUA observou que o glifosato (muito utilizado em lavouras transgênicas) é pelo mesmo 3x menos toxico e tem um tempo de permanência no mínimo 2x menor que outros herbicidas convencionais.
  4. Prejudica o meio Ambiente: Esta revisão de 2011 com mais de 150 artigos aponta que os transgênicos ajudam a diminuir o uso de inseticidas e evitam que novas áreas sejam desmatadas para agricultura.
  5. Transgênicos não aumentam a produtividade: se você está doente, com febre, suando frio e tremendo na cama, certamente você tem um rendimento menor que se estivesse sadio. A mesma coisa acontece com as plantas em relação ao ataque de pragas e a competição com plantas daninhas.O artigo de revisão da Nature Biotechnology (2010) feito a partir de 49 artigos comparando o rendimento de culturas transgênicas com as convencionais, apontaram que principalmente os pequenos agricultores foram beneficiados com a adoção da tecnologia com o aumento da produtividade.

Finalizando

Não consigo resumir em palavras como eu me sinto quando eu vejo uma notícia como essa sendo amplamente divulgada na internet, o máximo que eu consigo é deixar esse vídeo do mito jornalista Alborghetti que resume bem como eu fico.




·      *Quase todas as fontes citadas foram retiradas desta excelente matéria publicada pelo Ronald Bailley.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

E Se Robôs Avaliassem Seu Experimento ?




Aquele sol escaldante e você suado em bicas com prancheta e lápis na mão tomando os dados do seu experimento, seja este conduzido no campo ou em casa de vegetação. Por mais que você tome cuidado na tomada de dados do seu experimento este está fadado a algum tipo de erro seja pelo cansaço seu e/ou do(s) seus companheiro(s) que ajudam na tomada de dados. Outro problema é de cunho prático, dependendo muito do número de pessoas que você dispõe para avaliar o experimento, seja para aumentar o número de plantas ou para avaliar a mesma planta diversas vezes durante todo seu desenvolvimento. Como resolver estes problemas?  
Esta é a deixa para falarmos  de dinheiro da fenômica.
A fenômica ou fenotipagem de última geração é basicamente a ciência que pretende integrar todas as outras ÔMICAS em uma visão holística sobre o comportamento do organismo, associando o fenótipo ao genótipo, e tem como um dos principais recursos o uso de imagens.  Temos que pensar que mesmo lendo todas as letras (bases nitrogenadas) do genoma, o trabalho mais complicado é associar as letras ao que nos interessa (o fenótipo).
Dentre as características que podem ser avaliadas (considerando o que foi mostrado no vídeo) podemos citar: Área ocupada pela planta, massa da planta, arquitetura foliar, fenologia, teor de clorofila, lesões de patógenos, temperatura da folha, conteúdo de água nos tecidos e no solo etc.
Vale a pena salientar que os estudos de fenômica se estendem a todo o tipo de ser vivo.

Assista o vídeo com o que se tem de mais moderno na Fenômica e sonhe como seria bom ter toda está tecnologia em mãos aqui no Brasil.  



quarta-feira, 21 de maio de 2014

O Multifacetado Fernando Reinach

me>

Se você não conhece o Fernando Reinach, vou fazer aqui um breve resumo sobre a vida dele para que o leitor possa entender o título da postagem.
Fernando Reinach é formado em biologia (1978) pela universidade de São Paulo,  mestre em Ciências (Biologia Celular e Tecidual) pela Universidade de São Paulo (1980).  Seu doutorado foi na universidade de Cornell (1984) recebeu menção como melhor tese de 1984, posteriormente fez pós-doutorado pela Universidade de Cambridge (1986)Com 36 anos já era professor titular da USP!
Participou do sequenciamento da Bactéria Xylella fastidiosa, uma praga de citros, que rendeu a única capa até hoje de um trabalho feito por brasileiros na revista Nature. Posteriormente ele pediu afastamento do cargo de professor titular para se evolver na criação das empresas de biotecnologia CanaVialis e Alellyx.
Escreveu  um livro de “crônicas científicas” – A longa Marcha dos grilos Canibais: E Outras Crônicas Sobre a Vida no Planeta Terra.  
Atualmente ele é colunista do estadão (veja aqui sua coluna) e Presidente do Fundo Pitanga.

 Este Bate-papo aconteceu ao vivo no dia 21/05/2013


Além deste bate-papo recomendo muito que vocês assistam também esta Palestra Sobre “A Ignorância da Ética”.