quinta-feira, 12 de março de 2015

Ensino de Criacionismo Obrigatório nas Escolas #eusoucontraPL8099

video

Esse trecho do episódio da série The Big Bang Theory serve muito bem para ilustrar o caso que irei comentar.
Antes de mais nada, gostaria de deixar claro que todos têm o direito de ter ou não a crença que bem entender.
O problema é que a escola não é lugar para ensino sobre mito de criação, todavia, parece que o Sr. deputado e pastor Marcos Feliciano não concorda com isso, tanto que propôs uma lei que pretende tornar o ensino de criacionismo obrigatório nas escolas públicas e privadas.
Segundo o Sr. Feliciano “O Ensino darwinista limita a visão cosmológica de mundo existencialista levando os estudantes a desacreditarem da existência de um criador que está acima das frágeis conjecturas humanas forjadas em tubos de ensaio laboratorial.”  Leia o projeto na íntegra aqui.
Ele diz que a “ciência limita a visão cosmológica”. Na minha humilde opinião, a ciência tenta decifrar os fenômenos naturais justamente porque não se conforma com uma explicação simplista. É justamente a não conformidade que faz com que o cientista elabore e teste hipóteses.
Continuando as pérolas: “são frágeis conjeturas humanas FORJADAS em tubos de ensaio”. Conjecturas frágeis e forjadas.... WTF! - Rasguem todos os livros didáticos corram para as colinas!
 Ao contrário do que o senhor Feliciano está propondo que seja ensinado nas escolas, nós podemos testar e validar evolução por meio de inúmeros experimentos.
As Redes sociais já estão se manifestando contra o projeto de lei através da Hastag  #eusoucontraPL8099  se você também é contra compartilhe.
Cliquem para ler as cartas elaboradas pela Associação Brasileira de ensino de Biologia (SBEnBio) e a Sociedade Brasileira Para o Progresso da Ciência (SBPC) sobre este assunto. 

sexta-feira, 6 de março de 2015

O Eucalipto Transgênico e o Idealismo Distorcido do MST



Amigos leitores, quais as relações podemos observar entre estas duas fotos acima?

Primeiramente vamos descrever as duas imagens, a foto da esquerda representa integrantes do Estado Islâmico destruído estátuas com mais de 2700 anos de idade por representarem algo que vai contra a doutrina pregada em sua religião. A foto da direita representa o ato de vandalismo do MST ao ocuparem e destruírem cerca de 15 anos em experimentos da empresa Suzano. 

Antes da resposta peço que assistam o vídeo publicado na página do MST




Voltando a pergunta sobre a relação entre as duas imagens eu poderia dizer que são inúmeras, em uma breve análise primeiramente percebemos que ambos usam uma vestimenta típica para caracterizar sua ideologia, em segundo lugar, mesmo que seus atos representem a vontade de uma minoria eles não se importam pois tem convicção que todo o restante da sociedade está errado, em terceiro, ambos são altamente articulados e controlados por um líder onde grande parte dos seus integrantes os seguem cegamente não tendo a mínima noção das consequências dos seus atos.  Por último, especificamente nesta foto, vemos a destruição do passado, por meio da depredação dos registros históricos de um povo,  e no caso do MST observamos a destruição do futuro, quando anos de pesquisa são postos abaixo.
Vale a pena enfatizar que quinze anos de trabalho podem representar muito mais que isto em termos de lançamento de novas variedades.  A depender do que foi destruído os pesquisadores tem que refazer tudo do zero novamente até chegar novamente ao ponto estava agora. Cruzamentos, avaliação das plantas, tudo isto demanda muito tempo e dinheiro.
Além da invasão estação da Suzano o MST também impediu a reunião do CTNBio em Brasília que votaria a liberação comercial do eucalipto transgênico.
Abaixo temos um fragmento do texto publicado no site do MST.
“O mais importante é que conseguimos levar esse debate à sociedade. Não fossem essas ações, muito provavelmente o cultivo de eucalipto transgênico teria sido liberado sem que a sociedade nem se desse conta, e toda a população pagaria o preço”, disse a Sem Terra
Você tem uma comissão formada em sua grande maioria por profissionais sérios especialistas nas mais diversas áreas que baseiam sua decisão em centenas de estudos durante vários anos.   De repente o MST se acha mais idôneo e capacitado que a comissão da CTNBio. Em algum momento a sociedade foi consultada pelo MST antes da depredação da empresa Suzano? Ou a sociedade é apenas o MST.  Sinceramente esta lógica que não entra na minha cabeça.
O foco deste blog sempre foi tentar desmistificar todos estes falsas informações acerca dos organismos transgênicos. Quem quiser alguma informação e só olhar aqui mesmo no blog temos dezenas de postagens sobre o assunto (exemplo 1 e 2 ). 
Podemos observar no nesse infográfico da  FuturaGene os possíveis benefícios que  poderiam ser obtidos com o cultivo do eucalipto geneticamente modificado.



Por fim fica claro que deve ter algum interesse "oculto" por trás  dos lideres do MST que  se tornou um movimento que cada vez mais perde a credibilidade perante a sociedade. 

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Melhoramento Genético de Plantas em Israel



Nem só de conflitos territoriais e religiosos vive Israel. A agricultura é um dos pontos fortes do país que chega a exportar mais de 2 bilhões de dólares por ano em alimentos. Um dos alimentos mais reconhecidos internacionalmente é o tomate que possui sabor e valores nutricionais únicos. Confira nas imagens abaixo algumas  variedades “Made in Israel” 


Fonte:
http://www.israel21c.org/



quarta-feira, 25 de junho de 2014

Cientistas Pedem a Suspensão dos Transgênicos em Todo o Mundo: - Eu Fico Louco!



Antes de mais nada quero deixar bem claro mais uma vez que não tenho nada contra a aqueles que praticam a chamada agricultura orgânica. Cada um tem o direito de comprar e plantar o que quiser.
Voltando ao assunto dessa postagem.
Percebi na internet a “viralização” dessa carta aberta com intuito da retirada dos alimentos geneticamente modificados assinada por mais de 800 pesquisadores. Acredito que a primeira fonte recente que divulgou  essa carta no Brasil seja o site do Instituto Umanitas Unisinos (Clique aqui para Ler), que traduziu a notícia do site Ecosas, que por sua vez, traduziu a carta do site americano ISIS.
Até o Gilberto Gil compartilhou a carta no twitter dele.
A dita Carta.
A carta foi desenterrada da tumba do faraó Tutâncamon, pois se encontra assinável desde o ano de 2000! Não tenho nada contra quem assinou a carta com aqueles argumentos no ano 2000, querendo ou não, os alimentos transgênicos eram uma “coisa nova”. Agora o pesquisador, assinar uma carta dessa atualmente se firmando nas "referências" do ano 2000, no mínimo, está carente demais de informação.

Falando da  Carta.
  1. Primeiramente, metade do documento fala de política, dos  monopólio das empresas (o velho mi mi mi de sempre), sendo que estas empresas geram emprego e desenvolvem tecnologia. Já falei um pouco sobre isso aqui nesse post
  2. A questão da saúde:  Em 2010, a Comissão Europeia revisou 50 estudos sobre a segurança das lavouras GM e não encontrou "nenhuma evidência científica associada aos possíveis riscos dos OGM à alimentação humana e animal. American Medical Association fez um relatório sobre a rotulagem de alimentos de bioengenharia. O relatório concluiu que "alimentos de bioengenharia foram consumidos por quase 20 anos, e durante esse tempo, não houve consequências evidentes na saúde humana que tenha sido relatada e/ou fundamentada na literatura revisada por pares
  3. Aumento do Uso de herbicidas:  Falar que o mundo usa mais defensivos e herbicidas sem levar em conta o aumento da área plantada e da produtividade,  é incoerente. O relatório do Departamento de Agricultura dos EUA observou que o glifosato (muito utilizado em lavouras transgênicas) é pelo mesmo 3x menos toxico e tem um tempo de permanência no mínimo 2x menor que outros herbicidas convencionais.
  4. Prejudica o meio Ambiente: Esta revisão de 2011 com mais de 150 artigos aponta que os transgênicos ajudam a diminuir o uso de inseticidas e evitam que novas áreas sejam desmatadas para agricultura.
  5. Transgênicos não aumentam a produtividade: se você está doente, com febre, suando frio e tremendo na cama, certamente você tem um rendimento menor que se estivesse sadio. A mesma coisa acontece com as plantas em relação ao ataque de pragas e a competição com plantas daninhas.O artigo de revisão da Nature Biotechnology (2010) feito a partir de 49 artigos comparando o rendimento de culturas transgênicas com as convencionais, apontaram que principalmente os pequenos agricultores foram beneficiados com a adoção da tecnologia com o aumento da produtividade.

Finalizando

Não consigo resumir em palavras como eu me sinto quando eu vejo uma notícia como essa sendo amplamente divulgada na internet, o máximo que eu consigo é deixar esse vídeo do mito jornalista Alborghetti que resume bem como eu fico.




·      *Quase todas as fontes citadas foram retiradas desta excelente matéria publicada pelo Ronald Bailley.